Novidades

Garotos Podres - 10 de Novembro de 2018 - The House

Disponibilidade:
Disponível
Preço: R$ 0,00

Digite a quantidade desejada de ingressos para cada lote


Qtd: Garotos Podres: Preço:
1º Lote - Pista - Meia-entrada R$ 30,00
1º Lote - Pista - Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível) R$ 30,00
1º Lote - Pista - Inteira R$ 60,00

10 DE NOVEMBRO DE 2018

SÁBADO


30 ANOS DO ÁLBUM "PIOR QUE ANTES"

The House
Rua Rodolfo Miranda, 110
Bom Retiro - São Paulo - SP

Abertura da casa 19:00 horas


Show na íntegra em comemoração dos 30 anos do álbum "Pior que antes":

GAROTOS PODRES

Em 2018, completam-se 30 anos do lançamento do álbum “Pior Que Antes”, dos Garotos Podres. E se a música punk sempre foi panfletária, é nesse álbum que a banda consegue um resultado onde o texto das canções resume o espírito de uma época. A contratação da banda pela gravadora Continental foi decidida pelo então diretor artístico Kid Vinil, um constante apoiador do movimento punk. Mao, vocalista e fundador da banda reconhece que esse é o registro com o melhor conjunto de letras que a banda já lançou. Destacam-se nesse álbum canções que passaram a ser obrigatórias nos shows da banda, como: Garoto Podre e Subúrbio Operário. 

A banda Garotos Podres foi formada no final de 1982 na cidade de Mauá, região do Grande ABC que é o maior polo industrial do Brasil.

Entraram em estúdio em 1985 para gravar o que seria uma demo-tape. Foram gravadas e mixadas catorze músicas em doze horas num estúdio de oito canais, e o resultado foi considerado tão bom para os padrões da época que onze destas músicas acabaram se tornando o primeiro álbum da banda, intitulado "Mais Podres do que Nunca", editado pelo extinto selo Rocker e no ano seguinte pelo selo Lup-Som. Esse disco, chegou a marca das 50.000 cópias vendidas, um recorde de vendagem de discos independentes na época e continua sendo distribuído em cd até hoje ultrapassando a marca das 70.000 cópias. Lançam em 1988 o seu segundo álbum, "Pior que Antes" pela gravadora Continental, que teve a música "Batman" censurada, sendo proibida sua execução pelos meios de comunicação. A música "Subúrbio Operário" foi incluída no curta metragem, premiado no Festival de Cinema de Nova York e no Festival de Cinema de Brasília, "Rota ABC" do cineasta Francisco César Filho em 1990, onde a banda faz uma participação. 

SKAMOONDONGOS

Fundada em novembro de 1994 por Wagner Dias e Wellington de Mello, a banda paulistana de ska Skamoondongos trilhou o caminho do ska 2tone e da terceira onda do ritmo jamaicano no Brasil. A partir de uma fita demo em K7 (oito pistas), a banda surgiu no cenário musical, com apresentações enérgicas pelo país, dividindo o palco com diversas outras bandas e artistas de diferentes estilos. Com o reconhecimento do público e do mercado, a banda foi apontada pela crítica, em 1995, como revelação nacional. Os Skamoondongos participaram da coletânea Ska Brasil (Paradox Music, 1997) - a primeira coletânea de ska da história do país, destacando-se e, em seguida, alcançando sucesso nacional com a composição "Pobre Plebeu”, que foi executada em todo o país como top 10. No mesmo ano, a banda lançou seu primeiro álbum autoral (o primeiro álbum de ska da história no Brasil), chamado "Segundo", pela gravadora Paradox Music, com os temas ”Segunda-Feira 13”, “Ska com Maracatu” e “Uma Vez “. Em 2014, a banda voltou à ativa para comemorar com os fãs os 20 anos de sua formação e os 17 anos do lançamento dos seus trabalhos oficiais.


Venda sem taxa de serviço na loja 255 na Galeria do Rock
(apenas para pagamento em dinheiro)